Categorias

Dos Alunos

Mistério em uma noite 

 Por: Matheus Ferrante Basso – 8o.ano             Era uma noite de sexta-feira 13 chuvosa, muito chuvosa, quando um crime fatal e estranho aconteceu em Londres, no Reino Unido.             Corriola tinha se formado detetive há uma semana e foi notificado para investigar o crime fatal…

Dos Alunos

Jornada à Terra do Fogo 

Por: Pedro Matielli Júlio Dias – 8o.ano             Marcos estava cansado, era uma vida monótona, vivendo na grande São Paulo, trabalhando em uma empresa de grande porte, mas ele era quase insignificante naquele lugar enorme. Ele era um homem de baixa estatura, mas isso não…

Dos Alunos

Ascensão da escuridão 

Por: Luiza Calabuig D’Avila – 9o.ano             O ano é 2090, a idealização futurística se materializou, onde existem as mais diferentes naves, edifícios gigantes e flutuantes, luzes por toda parte, robôs e humanos convivendo juntamente. Uma das maiores invenções, uma máquina de criar clones, fora…

Dos Alunos

O crime quase perfeito 

  Por: Rafael Ayres de Oliveira França – 9o.ano              Meu nome é Isaac García, modéstia à parte, sou o melhor promotor de justiça do estado. Mas, lembro-me muito bem de quando eu era jovem e estudante de direito, um dos meus professores era um renomado detetive…

Dos Alunos

O assassinato de Laetitia 

Por: Manuella Caciagli Frasson – 9o.ano           Em uma noite muito fria, eu, Daniela Rigoni, detetive corajosa e dedicada, juntamente com meu colega de trabalho Tom Marino, jovem muito atento e corajoso, recebemos um envelope com várias fotos e uma carta avisando que havia acontecido…

Dos Alunos

A falha no código 

Por: Bianca Del Grossi Idargo – 9o.ano                                                  Nós estávamos sentados na sala de estar, quando ouvimos a notícia na televisão: “A empresa ‘TEC FUTURE’” anuncia, finalmente, o primeiro robô artificial. De acordo com a empresa o robô será utilizado para trabalhar em estabelecimentos e…

Dos Alunos

Rótulos 

Por: Giovana Tezoli Bakaukas – 9o.ano             Numa sociedade onde todos fingem ser felizes, talvez porque queiram ser verdadeiramente felizes ou porque não têm escolha de demonstrar infelicidade, pessoas avaliam umas às outras o tempo todo, aqueles melhores avaliados ganham casas enormes, empregos perfeitos, já…