Por: Luiza Calabuig D’Avila – 9o.ano

            O ano é 2090, a idealização futurística se materializou, onde existem as mais diferentes naves, edifícios gigantes e flutuantes, luzes por toda parte, robôs e humanos convivendo juntamente. Uma das maiores invenções, uma máquina de criar clones, fora feita pelo sábio Joshjei Skaj. Ela foi feita com uma boa intenção.

            Porém, toda essa evolução não trouxe apenas coisas boas, Skaj não contava com uma possível rebelião, mesmo sendo avisado por seu melhor amigo Haruki Keskin, e acabou criando um dos mais perigosos exércitos do mundo.

           Pouco a pouco, eles foram dominando os planetas, eliminando dezenas de pessoas, edestruindo robôs e realizando a criação de um império.

            Ao mesmo tempo que esse mal ascendia, Haruki e seu robô T5F4, criaram uma organização mais conhecida como Cavaleiros Místicos, constituídos de homens bons e seus fiéis ajudantes robóticos.  Ao contrário do império, que nasceram das sombras, eles nasciam da luz e da esperança, para um dia salvar a todos aqueles injustiçados.

            Após longos anos de recrutamento e evolução, era chegada a hora, o dia onde o equilíbrio seria instalado. A raça humana juntamente dos robôs estavam prontos e, partiram com naves extraordinárias e armas para cima de seus inimigos.

            Longas batalhas aconteceram, clones, robôs e humanos morreram, sobraram pouquíssimos deles. Parecia não haver um jeito de combatê-los, Haruki estava desolado e perdido, quando recebeu uma mensagem de seu antigo amigo, Joshjei. Antes de ser morto por sua própria criação, ele conseguiu colocar uma falha, para que futuramente alguém os destruísse.

            A mensagem dizia que era preciso que dois integrantes de espécies diferentes, comparecessem a fábrica de clones e mudassem os códigos de criação, assim, todos os clones entrariam em estado vegetativo e parariam de atacar.

            Sem perder tempo, Keskin e seu amigo, foram disfarçados até o local necessário, lutaram e com muito esforço concluíram a missão. O mundo agora estava livre, o império fora derrotado e os Cavaleiros Místicos concluíram seu objetivo.